🤧 Doenças respiratórias: 16 principais sintomas [+prevenção]
doencas-respiratorias-sintomas

Quais os sintomas das doenças respiratórias?

3 min de leitura

Quedas da temperatura, baixa umidade do ar, poluição, poeira… Todas essas variáveis tendem a agravar os sintomas das doenças respiratórias. Além disso, nos meses do outono, entre março e junho, os sintomas de problemas respiratórios também podem ser percebidos com mais intensidade. Mas, afinal de contas, se essas doenças parecem ser tão comuns, elas são graves?

Quem nunca percebeu em si mesmo ou em alguém próximo que começou a espirrar e coçar o nariz só com a virada do tempo, não é mesmo? Por ser um problema muito próximo de todos, temos a tendência de pensar que é algo simples. 

Contudo, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), as doenças respiratórias causam comprometimento grave em cerca de 3,5 milhões de pessoas por ano. Além disso, durante muito tempo, as infecções agudas do trato respiratório inferior ficaram entre as três principais causas de morte entre adultos e crianças. 

Como mostra no infográfico abaixo, 7 milhões de pessoas morrem todo ano por problemas respiratórios

doenças respiratórias sintomas

Fonte: SBPT

Por isso, é tão importante saber quais são os sintomas das doenças respiratórias para conseguir tratá-las a tempo. Essas doenças do sistema respiratório podem afetar qualquer uma das estruturas e órgãos relacionados à respiração, como: 

  • Cavidades nasais, 
  • Faringe (ou garganta), 
  • Laringe, 
  • Traquéia,
  • Brônquios e bronquíolos, 
  • Pulmões,
  • Músculos respiratórios da caixa torácica. 

Todos esses órgãos devem ser levados em consideração em uma análise dos sintomas das doenças respiratórias. Em casa, você pode fazer uma autoanálise para saber se é hora de procurar um médico.

Contudo, mesmo que você julgue ser algo que você mesmo pode contornar, é importante salientar que a automedicação nunca deve ser uma opção e se os sintomas persistirem por muitos dias você deve recorrer a um médico de sua confiança.

Para te ajudar a dar os primeiros passos, listamos alguns dos principais sintomas de problemas respiratórios. Confira a seguir. 

Principais sintomas de doenças respiratórias

Embora alguns sintomas das doenças respiratórias sejam os mesmos para vários distúrbios, eles podem variar de acordo com o tipo de condição respiratória. Os sintomas de doenças respiratórias mais comuns são: 

  1. Espirros;
  2. Congestão nasal;
  3. Coceira no nariz, olho ou garganta;
  4. Irritação dos olhos;
  5. Coriza;
  6. Dor de garganta;
  7. Falta de ar;
  8. Tosse;
  9. Tosse úmida com muco (secreção);
  10. Tosse seca;
  11. Dor muscular;
  12. Dor de cabeça;
  13. Fadiga; 
  14. Chiado;
  15. Dor no peito;
  16. Falta de ar;
  17. Dor torácica; 
  18. Ronco.; 
  19. Pressão ou dor facial;
  20. Respiração rápida.

Nesses tempos em que o coronavírus ainda está sendo muito transmitido, vale também ficar atento aos sintomas que são mais frequentes para essa doença. Alguns deles são muito parecidos com os de uma doença respiratória, como sinusite ou rinite. Contudo, aqueles que são os mais comuns no caso da Covid-19 são

  • Tosse;
  • Febre acima de 37,8º;
  • Fadiga; 
  • Falta de ar. 

Dicas para se prevenir das doenças respiratórias

Ninguém gosta de ficar doente, não é mesmo? Então, para que os sintomas das doenças respiratórias não passem para um estágio mais agravado, a melhor saída é a prevenção. Mas o que eu devo fazer para me prevenir? 

Algumas dicas são bem simples para adotar em casa, outras já devem ser tomadas como hábito mesmo. Para ajudar, listamos a seguir algumas dicas para se prevenir contra os sintomas da doenças respiratórias, confira:

  • Manter a casa sempre aberta e limpa;
  • Evitar usar vassoura para não levantar a poeira;
  • Passar pano úmido na casa;
  • Se tiver ar condicionado em casa, limpar o filtro com frequência;
  • Lave as mãos devidamente e com frequência, principalmente depois de tossir, espirrar, ir ao banheiro, antes das refeições e depois de tocar em superfícies;
  • Evite colocar as mãos no rosto;
  • Tome bastante água; 
  • Alimente-se de forma saudável;
  • Pratique atividade física;
  • Faça com que a umidade do ar esteja sempre em boas condições, se for preciso, use um aparelho umidificador ou coloque toalhas molhadas perto de onde você fica por mais tempo; 
  • Tenha um sono adequado; 
  • Mantenha todos os tecidos limpos, principalmente fronhas e lençóis; 
  • Evite contato com pelos de animais como cães e gatos; 
  • Tente não ficar próximo de fumaças, como cigarro, carro ou até mesmo churrasqueira;
  • Não fume;
  • Mantenha as vacinas em dia.

Como fazer se eu tiver uma emergência?

Mesmo se prevenindo e tomando os cuidados necessários, em alguns momentos precisamos nos recorrer a um médico. Quando não é possível controlar em casa os sintomas dos problemas respiratórios é hora de procurar ajuda de quem sabe, para indicar alguma medicação se for necessária, por exemplo. Mas aí você chega naquele dilema… E agora que eu não tenho plano de saúde, como faço? 

Calma, não é preciso sair correndo para um pronto socorro e ficar horas na fila e ainda correndo o risco de ser contaminado com outras doenças respiratórias, como a Covid-19. 

Com o plano de saúde individual e hospitalar da cuidar.me, além de você se consultar com ótimos profissionais nesses momentos que você mais precisa, você ainda paga um valor super acessível. 

Com todo o cuidado e profissionalismo, podemos te ajudar nessas horas que você mais precisa, como identificar por meio dos sintomas dos problemas respiratórios o que deve ser feito para você melhorar. 

Estamos prontos para te atender 24 horas por dia e 7 dias por semana via Telemedicina, seja para realizar uma consulta, para renovar receitas e pedidos de exames, para fazer encaminhamentos ou acompanhamentos. 

Nosso time de saúde te apoia nos momentos que você mais precisa. 

Além disso, a cuidar.me tem como foco a proteção necessária em caso de urgências e emergências.

Cadastre-se agora mesmo e comece a contar com a proteção da cuidar.me!

Marcus Vinicius Gimenes

Marcus Vinicius Gimenes

CRM: 124766

Fundador da cuidar.me e Médico Cirurgião Cardíaco formado pela UNIFESP-EPM. Há 10 anos empreendendo com propósito de viabilizar o acesso à saúde de qualidade com preço baixo, transparência e empatia, de modo digital e simples.

1 posts