Alternativa para quem não tem plano de saúde: o que fazer?
alternativa-para-quem-nao-tem-plano-de-saude

Quais são as alternativas para quem não tem plano de saúde?

Vamos ser sinceros: todos reconhecemos a importância em ter um plano de saúde. Entretanto, muitas vezes a realidade é completamente diferente do que esperamos, não é mesmo? Afinal, com custos tão elevados em convênios médicos e empresas que cada vez menos disponibilizam plano empresarial, o que fazer? O jeito é encontrar alguma alternativa para quem

4 min de leitura

Vamos ser sinceros: todos reconhecemos a importância em ter um plano de saúde. Entretanto, muitas vezes a realidade é completamente diferente do que esperamos, não é mesmo?

Afinal, com custos tão elevados em convênios médicos e empresas que cada vez menos disponibilizam plano empresarial, o que fazer? O jeito é encontrar alguma alternativa para quem não tem plano de saúde.

Segundo uma pesquisa levantada pelo IBGE, mais de 64% das pessoas vivem em famílias em que nenhum integrante possui um plano de saúde. Isso é um dado alarmante.

Mas com os convênios médicos cada vez mais caros, a situação fica desafiadora, principalmente em famílias grandes ou com profissionais autônomos. Pensando nessas dificuldades, mas procurando por soluções para não deixar você na mão, trouxemos algumas alternativas ao plano de saúde.

Quais são as alternativas para quem não tem plano de saúde?

Segundo os dados da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), entre os anos de 2015 e 2017, quase 3 milhões de brasileiros deixaram de ter um convênio médico. Isso se deve principalmente por conta dos reajustes.

E, afinal, se eu não consigo mais pagar o melhor plano de saúde, onde vou encontrar a segurança que preciso, tanto nas consultas periódicas quanto em situações de emergência?

Atualmente, contamos com algumas alternativas que podem auxiliar você, que não quer deixar a sua saúde de lado. São elas:

  • SUS;
  • Clínicas populares;
  • Cartões de desconto e pré-pago;
  • Poupança de emergência para saúde.

Vamos juntos conhecer um pouco mais sobre cada uma delas?

SUS

Todos nós conhecemos o Sistema Único de Saúde. Apesar de sua importância inegável quando falamos sobre saúde pública, vacinações e até mesmo saneamento básico, a verdade é que depender dele em emergências pode ser um desafio.

Ainda assim, normalmente a primeira alternativa para quem não tem plano de saúde é o SUS. O sistema hoje é reconhecido por ter aumentado o acesso da população brasileira à saúde primária.

Entretanto, como uma das suas principais desvantagens temos as longas filas de espera tanto no pronto atendimento quanto na realização de exames ou até mesmo situações precárias de atendimento em alguns lugares.

Se você busca uma alternativa apenas para realizar o check-up anual e não tem pressa, então o SUS pode ser uma boa solução. Mas, quando falamos sobre situações de emergências e que fogem do nosso controle, pode ficar um pouco mais complicado.

Clínicas populares

Como vimos, o SUS é uma alternativa para quem não tem plano de saúde e não pode gastar com isso. Mas nos últimos anos, como uma das principais alternativas relacionadas ao sistema público e ao convênio médico, tivemos o aumento e a disseminação de clínicas populares.

Isso veio com o surgimento de algumas startups da área da saúde que procuram por consultas e realização de exames mais baratos para quem não tem plano. Atualmente, é possível encontrar diversas delas em grandes polos e regiões de maior demanda.

Apesar de você pagar pelas consultas e exames, além de serem preços mais acessíveis, muitas dessas clínicas também permitem o parcelamento, o que facilita para boa parte da população. 

Essa é uma boa alternativa para quem não tem plano de saúde quando falamos sobre consultas e exames eletivos. Entretanto, se você precisar de tratamentos muito específicos, cirurgias ou até mesmo em casos de urgência, esse tipo de serviço pode não ser o suficiente.

Cartões de desconto e pré-pago

Aqui, temos duas alternativas aos planos de saúde que funcionam de formas muito similares. 

O cartão de desconto de saúde oferece, como o próprio nome diz, descontos em procedimentos, consultas e outros serviços credenciados. Você paga um valor à empresa que o vendeu (pode ser apenas uma taxa de adesão ou valor anual e mensal) e então pode usufruir dos descontos.

Já o cartão de saúde pré-pago funciona como um plano de celular. Você precisa recarregar o cartão para poder utilizá-lo. Isso pode ser feito quando os créditos acabarem ou aderir a um pacote tipo “controle”, em que você paga mensalmente um valor. 

Esses dois modelos oferecem mais agilidade em alguns procedimentos, além, é claro, de descontos, algo que todos gostamos. Entretanto, assim como na alternativa anterior, em atendimentos de urgência e cirurgias pode deixar a desejar.

Isso porque, em casos de cirurgias complexas, você precisará arcar com boa parte do valor do procedimento, já que provavelmente não terá créditos suficientes no cartão.

Vale lembrar também que esses modelos não estão submetidos à Lei dos Planos de Saúde da ANS. Isso significa que os cartões de desconto e pré-pago não são fiscalizados por ela.

Poupança de emergência para saúde

Uma alternativa para quem não tem plano de saúde é economizar e criar uma poupança, guardando o dinheiro que você conseguir mensalmente, para caso apareça alguma emergência.

É importante estar sempre preparado, não é mesmo? Mas a verdade é que também não podemos deixar de lado os riscos dessa opção, principalmente nos momentos de necessidade no atendimento de urgência e emergência.

Isso porque o atendimento emergencial, necessidade de internações ou cirurgias tem um valor muito elevado nos hospitais caso o atendimento seja particular. Uma outra opção a isso seria o SUS, mas também já falamos sobre o problema dessa alternativa.

E então, quais outras alternativas para um bom atendimento médico que caiba no seu bolso?

Planos de saúde diferenciados

Planos de saúde são caros, mas é possível encontrar opções que caibam no seu bolso. Quer saber como pagar mais barato no plano de saúde individual?

Você percebeu que nessas alternativas aos planos de saúde que apresentamos, todas elas apresentam um mesmo problema? A questão do atendimento de emergência, cirurgias e até mesmo a necessidade de internação.

Para os procedimentos eletivos e consultas de rotina, essas alternativas são ótimas e podem substituir bem o papel de um convênio. Mas e quando aparecer uma emergência, o que você vai fazer?

Nesses casos, você pode contar com a cuidar.me, um plano de saúde individual que realmente te entende. Como? Com cobertura apenas hospitalar, esse convênio serve exatamente para os momentos em que nenhuma outra alternativa consegue atender totalmente: quando você mais precisa.

A cobertura do plano de saúde hospitalar da cuidar.me inclui:

  • Pronto-socorro;
  • Cirurgias;
  • Internação;
  • Parto;
  • Doenças graves.

Isso garante muito mais segurança e tranquilidade para você. E o melhor de tudo? Os preços! O plano de saúde somente hospitalar da cuidar.me é até 70% mais barato que os outros convênios.

Como isso é possível? O que mais encarece os planos de saúde é o atendimento ambulatorial, que você já viu que pode ser substituído por alternativas com melhor custo-benefício. 

Mas as vantagens do plano de saúde da cuidar.me não acabam por aí: além de oferecer o atendimento em telemedicina, o que diminui a necessidade de ficar em filas, a cobertura conta com o atendimento em hospitais que são referência em São Paulo.

Além disso, conta com um espaço no próprio aplicativo em que você consegue agendar consultas eletivas e exames com descontos. E para contratar esse plano? É simples e totalmente digital.

Entre na lista de espera para o lançamento dos nossos planos e passe a contar com a proteção da cuidar.me com preço justo e com coberturas essenciais para você.

Marcus Vinicius Gimenes

Marcus Vinicius Gimenes

CRM: 124766

Fundador da cuidar.me e Médico Cirurgião Cardíaco formado pela UNIFESP-EPM. Há 10 anos empreendendo com propósito de viabilizar o acesso à saúde de qualidade com preço baixo, transparência e empatia, de modo digital e simples.

1 posts