6 dicas de como cuidar da saúde mental durante a quarentena
como-cuidar-da-saude-mental-durante-quarentena

Como cuidar da saúde mental durante a quarentena: 6 dicas para você ficar bem

Você também tem se sentido cada vez mais exausto, ansioso e estressado? Está com saudade do happy hour com os amigos e de encontrar a família para aquele almoço gostoso no fim de semana? A verdade é que estamos todos cansados das notícias, preocupados com a crise econômica e sem saber muito o que fazer

6 min de leitura

Você também tem se sentido cada vez mais exausto, ansioso e estressado? Está com saudade do happy hour com os amigos e de encontrar a família para aquele almoço gostoso no fim de semana?

A verdade é que estamos todos cansados das notícias, preocupados com a crise econômica e sem saber muito o que fazer com as crianças na pandemia… É tanta coisa que vem acontecendo ao mesmo tempo, que parece difícil encontrar um tempo para respirar, não é mesmo?

O isolamento social é uma das principais maneiras de prevenção contra o coronavírus. Mas não podemos negar que, em mais de um ano nessa situação, uma das maiores preocupações tem sido como cuidar da saúde mental durante a quarentena.

Afinal, ficar isolado impacta diretamente nossas emoções e até mesmo a maneira como enxergamos e nos relacionamos com os outros. Isso porque o isolamento vai muito além de “ficar sozinho”, já que o momento também é de incertezas.

O ideal, portanto, é encontrar maneiras de se distrair e saber quais cuidados tomar com a saúde não apenas física, mas também mental. 

Pensando nisso, decidimos trazer algumas dicas sobre como lidar com o isolamento social e, principalmente, como se adaptar a essa nova realidade. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura.

Como a pandemia pode afetar a sua saúde emocional?

Não precisa ser um especialista para conseguir visualizar como o isolamento social tem trazido consequências para a saúde mental. Ficar longe da família e dos amigos, não ter mais momentos de lazer fora de casa e estar confinado a um único espaço por tanto tempo causa isso.

A conjuntura em que nos encontramos mundialmente tornou patologias como ansiedade, depressão e até mesmo síndrome do pânico e alterações no sono mais frequentes e facilmente perceptíveis. E como grande mal disso tudo, temos o medo e a insegurança que a doença e as suas consequências trazem.

Saber como cuidar da saúde mental durante a quarentena e lidar com todas essas emoções pode ser um grande desafio. Mas é extremamente necessário para que, dia após dia, consigamos permanecer bem, realizando nossas tarefas rotineiras e sonhando com dias melhores que em breve vão chegar.

Afinal, é isso o que todos queremos, não é mesmo? E é nisso que devemos nos apoiar. Tudo vai passar. Precisamos apenas aprender a lidar com essa realidade até esse momento chegar.

Afinal, o que é ter saúde mental?

Devemos começar pelo início, certo? Para ter a nossa saúde mental em dia, primeiramente é necessário saber o que isso significa. Muitos acreditam estar bem apenas pela ausência de transtornos mentais, mas a verdade é que vai muito além.

Isso porque a saúde emocional pode ser determinada também por outros fatores, como socioeconômicos, biológicos e até mesmo ambientais.

A verdade que muitos acabam ignorando é que devemos tratar do nosso estado emocional da mesma maneira que lidamos com a saúde física: entender os sintomas e procurar ajuda profissional quando mais precisarmos.

Neste momento, saber como cuidar da saúde mental durante a quarentena vale muito — o suficiente para nos manter sãos, internalizando que o momento é delicado para todo mundo e é necessário ter calma.

E agora você pode estar se perguntando: mas como? Separamos algumas dicas para que você tente colocar em prática e, é claro, adaptando à sua realidade. Mas não se esqueça: quando achar necessário, procure ajuda de um profissional para te ajudar neste momento.

Como cuidar da saúde mental durante a quarentena?

1. Atente-se à quantidade de informação que chega até você

Atualmente, é possível ter qualquer tipo de informação a todo momento. E aí vem a pergunta: mas será que precisamos acessar tudo isso?

Por mais importante que seja manter-se informado, principalmente durante uma crise sanitária, a verdade é que as notícias também podem se tornar tóxicas. O que exatamente isso significa?

Uma das principais causas da ansiedade é o excesso de informações. Isso pode deixar as pessoas angustiadas, contribuindo com o medo excessivo. Por isso, é importante saber dosar a quantidade de notícias que consumimos.

2. Cuide de você 

Estar isolado durante todo esse período faz com que nós tenhamos que aprender a lidar com nós mesmos. Isso significa entender os nossos sentimentos, que podem estar confusos e dispersos e saber como controlá-los.

Para isso, não podemos deixar o autocuidado de lado. Isso significa encontrar o seu próprio tempo. Por mais importante que seja nos manter ativos e produtivos, também é essencial saber quando precisamos parar e descansar.

Manter a calma durante o isolamento social não é uma tarefa simples, mas é possível criar hábitos saudáveis que nos ajudam nesse momento. Alguns deles são:

  • Meditação;
  • Yoga;
  • Exercícios físicos;
  • Alimentação balanceada.

Você provavelmente já ouviu falar que cuidar da saúde mental envolve também cuidar do corpo, afinal, tudo está conectado. Isso permite que você foque em manter-se saudável, o que é essencial nesse momento.

3. Estabeleça uma rotina real

Um dos principais desafios durante a pandemia é a questão do home office. Estivemos por tanto tempo acostumados com a rotina de sair de casa pela manhã, passar o dia no escritório e voltar à noite, que passar o tempo inteiro em um único local tendo que fazer diferentes atividades é quase contraditório.

Mas como contornar essa questão? Criando uma rotina — e seguindo-a. Isso significa que é necessário adaptá-la à sua realidade. Por vezes, vemos pessoas falando sobre como é importante levantar bem cedo e fazer exercícios logo de manhã para manter-se produtivo.

Entretanto, isso corresponde com aquilo que você está acostumado ou até mesmo quer? Afinal, temos diferentes picos de energia durante o dia e apesar de alguns serem mais produtivos durante a manhã, outros são na parte da noite.

O importante é encontrar o seu próprio tempo e definir uma rotina sem idealizações (já que isso pode causar até mais frustrações). Coloque um horário para acordar e realizar as suas refeições, defina a quantidade de horas que você irá trabalhar no dia e até mesmo quais atividades pode praticar no seu tempo livre.

É essencial separar as coisas — trabalho, estudos, casa, filhos — para conseguir dar conta de tudo.

4. Pense em um novo hobby

Uma das maneiras de conseguir passar bem por esse período e entender como cuidar da saúde mental durante a quarentena é encontrando um novo hobby. E isso com certeza varia de acordo com a pessoa e os seus gostos.

Talvez nem precise pensar em algo novo, mas em uma atividade que você sempre gostou, mas que acabou deixando em segundo plano por conta da correria do dia a dia. 

Aqui, ideias é que não faltam: tente inovar na cozinha, comece a praticar alguma atividade diferente (como o próprio yoga), estude uma nova língua, aprenda algum trabalho manual como bordado, crochê ou até mesmo pintura. 

As oportunidades são imensas e variáveis. Mas também não se prenda a elas. Se começar uma atividade e perceber que não gosta tanto dela assim, parta para a próxima e comece algo novo.

Essa é uma chance para você se distrair, deixar os problemas de lado e focar em algo que você realmente gosta.

5. Use a tecnologia para estar próximo das pessoas

Sabe aquela história de que os seres humanos são seres sociáveis? Talvez isso nunca tenha feito tanto sentido quanto agora, não é mesmo?

O distanciamento social fez com que nós ficássemos limitados a um número exclusivo de pessoas — ou até mesmo totalmente sozinho, se você não morar com ninguém. Mas isso não significa que estamos solitários.

Graças a todas as tecnologias que temos hoje, nunca foi tão fácil estar próximo a alguém — mesmo que virtualmente. É claro que isso não substitui as interações presenciais, mas com certeza ajuda. Você pode marcar calls semanais com seus amigos, combinar de jogar algo juntos ou apenas para conversar. 

6. Procure ajuda profissional

Uma das principais maneiras de cuidar da saúde emocional durante a quarentena é com o auxílio de um profissional qualificado. Psicólogos, terapeutas, psiquiatras: o importante é não estar sozinho quando você mais precisar.

A tecnologia também ajuda nesse sentido, já que é possível realizar consultas online. A terapia é uma grande aliada durante o isolamento, já que nos ajuda a entender o que estamos sentindo e como lidar com tudo isso.

Não deixe a sua saúde para depois

Esses são apenas alguns cuidados que você pode ter durante a quarentena, mas que podem fazer toda a diferença para a sua saúde mental e a maneira em que encaramos essa realidade.

Como sabemos, a prevenção é o maior cuidado que podemos ter nesse momento e é por isso que estamos realizando o isolamento social e seguindo todas as medidas de distanciamento. E por mais difícil que isso seja, reconhecemos a sua importância.

Sendo assim, também é essencial se precaver quando falamos de atendimentos de emergência hospitalar e até mesmo acidentes, não é mesmo? Com o plano de saúde individual da cuidar.me, você tem assistência quando mais precisar.

Aqui, é possível ter proteção e os melhores cuidados médicos em situações de urgência, com cobertura para atendimento em hospitais renomados para cirurgias tanto eletivas quanto emergenciais.

Cadastre-se agora mesmo e passe a contar com a proteção da cuidar.me!

Marcus Vinicius Gimenes

Marcus Vinicius Gimenes

CRM: 124766

Fundador da cuidar.me e Médico Cirurgião Cardíaco formado pela UNIFESP-EPM. Há 10 anos empreendendo com propósito de viabilizar o acesso à saúde de qualidade com preço baixo, transparência e empatia, de modo digital e simples.

1 posts