Você sabia que é possível deduzir despesas com saúde do seu imposto de renda? - Cuidar.me
Blog_Leao_418x255px

Você sabia que é possível deduzir despesas com saúde do seu imposto de renda?

4 min de leitura

Chegou a hora de realizar a declaração do Imposto de Renda 2022, uma das preocupações mais comuns dos brasileiros no início de cada ano, e nesse momento é normal surgirem dúvidas. Vamos dar algumas dicas a seguir, para você passar por esse processo de forma mais leve! 

Antes de tudo, vale lembrar que existem dois tipos de declaração: a simplificada e a completa. A primeira é ideal para quem tem poucas despesas dedutíveis, e neste caso, utiliza-se o abatimento padrão, que é de 20% sobre o total de rendimentos tributáveis recebidos ao longo do ano em questão. O contribuinte pode também optar pela declaração completa, que por sua vez, permite a dedução de valores gastos e rendimentos do ano, ideal para quem tem muitos dependentes ou mais despesas.

Se optar pela declaração completa, é possível deduzir do seu imposto de renda as despesas com saúde, incluindo as despesas em planos de saúde para titular e dependentes. Para declarar estes valores do plano de saúde no Imposto de Renda, basta seguir alguns passos muito simples, que vamos te mostrar a seguir.

Confira dicas para declarar plano de saúde no seu IR 2022

A primeira coisa que você deve se atentar é qual é a modalidade do seu plano de saúde. Se seu plano for individual ou familiar, o beneficiário titular do contrato pode declarar o plano. Se tiver dependentes no plano de saúde, é possível incluí-los na declaração do imposto de renda. Já se o seu plano for empresarial ou coletivo, você só pode deduzir os valores que tiverem sido reembolsados, ou os valores pagos em coparticipação, portanto, além de ficar atento a esse detalhe na hora de declarar, sempre guarde os comprovantes de pagamentos para inserir no processo. É importante solicitar o informe de pagamentos à operadora de planos de saúde.

O formulário 

Muita gente tem dificuldade na hora de preencher o formulário da declaração do imposto de renda, mas isso não é o bicho de sete cabeças que imaginam. Com um pouco de atenção e cuidado você consegue realizar o processo sem problemas!

No caso do plano de saúde, ele deve ser inserido na ficha “Pagamentos efetuados, sob o código 26. Nesta parte você irá preencher o nome e CNPJ da operadora do plano de saúde. Ainda na ficha “Pagamentos efetuados”, no campo “Valor pago”, você deve informar o total de despesas pagas.

Se você possui dependentes no seu plano, fique atento, pois é nessa parte que você irá inseri-los, na ficha “Dependentes ou Alimentados”, informando o CPF de todos os dependentes. Não existem limites para essa dedução. 

Plano empresarial 

Se o seu plano de saúde for pago exclusivamente pela empresa que você trabalha, você não precisa acrescentá-lo em seu imposto de renda, já que não é uma responsabilidade financeira que parte de você. Porém, se  realizados procedimentos, exames ou consultas com reembolso, você deve guardar os comprovantes e pode declará-los no imposto de renda.  

Na área de pagamentos efetuados você irá encontrar a parte “valor pago”, e é neste campo que você irá inserir o total da despesa e o valor reembolsado. Por exemplo: Se a consulta custou R$150 reais, você irá acrescentar esse valor no espaço referente ao valor total e, ao lado, no campo “parcela não dedutível/Valor reembolsado”, você irá acrescentar o quanto recebeu de volta do reembolso. 

É muito importante que você tenha todos os comprovantes ao realizar a declaração, para caso apareça alguma incompatibilidade você tenha como provar o que foi declarado à Receita Federal. O indicado é que sejam guardados por pelo menos 5 anos cada recibo, e se possível, digitalizá-los para melhor conservação. 

Coparticipação 

No caso de planos empresariais com co-participação você precisa declarar os valores pagos exclusivamente por você. O caminho é bem similar, mas na hora de acrescentar o valor pago por você é importante somar o valor anual subtraindo o valor pago pela empresa. Por exemplo: Se o plano custa por mês R$100 reais e você é responsável por 20% do valor, você só pode declarar R$20 reais referente a cada mês. Você irá somar o seu valor gasto no ano declarado e irá colocar no campo valor pago

Plano de saúde individual / familiar

Caso o plano de saúde seja individual ou familiar, o titular deve fazer a declaração considerando a parte dele e dos dependentes, exceto aqueles que já fazem a própria declaração. 

Parece confuso, mas não é! Exemplo: Se mãe é a titular e tem como dependentes o esposo e os filhos, ela irá declarar os valores referentes a ela e aos filhos. O esposo, porém, deve declarar o imposto de renda dele de forma independente. 

É importante lembrar que a receita federal só abate os valores gastos em seu próprio benefício ou de dependentes declarados e comprovados, ok? 

Posso declarar gastos com medicamentos no Imposto de renda? 

Apesar de não ter um limite máximo para esses gastos, não existe abatimento do valor do imposto para gastos com medicamentos, mesmo aqueles que sejam de uso contínuo. No campo Despesas médicas você pode deduzir: aparelhos e próteses ortopédicas, serviços radiológicos, consultas e exames, apenas. 

Prazos e restituições

O prazo para realização do imposto de renda em 2022 vai de 7 de março a 29 de abril, e as datas de restituição serão divididas em 5 lotes, realizados nas datas abaixo: 

  • 31 de maio;
  • 30 de junho;
  • 29 de julho;
  • 31 de agosto;
  • 30 de setembro.

É importante lembrar que todos os brasileiros com renda acima de R$ 28.559,70 por ano, devem realizar a declaração de forma obrigatória. Portanto, se for o seu caso, fique atento às datas e aos detalhes do formulário para não acabar caindo na malha fina.